top of page

CONTEÚDOS SOBRE BLINDAGENS

O que têm em comum o mais famoso gângster americano e o primeiro carro de passeio blindado do mundo?


Foto: Reprodução / Internet


Hoje, muito comum de se encontrar pelas ruas de cidades mais violentas, nem sempre os carros blindados foram algo “comum”. Afinal, somente na década de 30, segundo o que historiadores relatam, o primeiro carro civil blindado que se tem notícia pôde ser visto em circulação.

E a parte mais curiosa é sobre quem era o ocupante daquele belo Cadillac V8 Town Sedan de 1928: um dos criminosos mais conhecidos do mundo, até os dias atuais, o gângster americano Al Capone.


“Alphonse Gabriel "Al" Capone (Nova Iorque, 17 de janeiro de 1899 - Palm Beach, 25 de janeiro de 1947) foi um homem de negócios e gângster ítalo-americano que liderou um grupo criminoso que geria diversas atividades criminosas, como apostas, agiotagem, prostituição e, principalmente, comércio e contrabando de bebidas durante a era da Lei Seca, que vigorou nos Estados Unidos nas décadas de 1920 e 1930.”, é o que diz a biografia de Al Capone disponível no site Wikipédia.


Segundo o que se sabe, o mafioso usava o primeiro blindado civil na década de 30, que possuía cerca de 1.600 kg de material com resistência balística. Entre eles, bastante amianto, muito empregado na época na construção civil. Os vidros haviam sido trocados por um material com 3 cm de espessura e na parte de trás da carroceria havia um “pedaço” removível para que fosse possível atirar de dentro do carro.


Após a prisão de Al Capone, em 1941, lendas dizem que Cadillac blindado passou a ser utilizado pelo presidente norte-americano Franklin Delano Roosevelt.

No Brasil, os primeiros veículos blindados chegaram nos anos 50. Na época, a empresa Massari blindava os carros de transporte de valores para a transportadora Brinks. Até então, somente este tipo de carro recebia o trabalho de blindagem.

Somente nos anos 80, a própria Massari se reinventou e criou uma divisão focada na blindagem de carros de passeio. Segundo os registros da Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin), nos anos 90, cerca de 30 carros recebiam blindagem por mês, em média, e a Massari já possuía outros 3 concorrentes, incluindo a multinacional americana O’Gara, que durante o Salão do Automóvel, em 1996, encantou os amantes de carros ao expor blindados aos visitantes da feira, ajudando a tornar aquilo um desejo da alta sociedade brasileira.

Comments


bottom of page